A PANDEMIA ESTÁ CONTROLADA? PARECE QUE SIM!

Destinos turísticos lotados no feriado em todo país. Até o governador aproveitou para relaxar no Rio de Janeiro.

ESSA NÃO É A REALIDADE.

O vírus continua atuante e os indicadores da pandemia, por hora estabilizados, continuam elevados e preocupantes.

A qualquer momento, a situação pode se agravar.

Ainda teremos que conviver um longo período com altos e baixos até que se complete a vacinação de todos os brasileiros acima de 18 anos e tenhamos um cenário mais positivo.

Já se nota o retorno de lockdowns por parte dos Prefeitos no interior de São Paulo. Já são mais de 20 municípios com restrições de horário, inclusive em regiões importantes como as de Ribeirão Preto e Franca.

A posição do Sincomércio é clara: #NãoAceitamosNovosFechamentos.

Já está comprovado que o comércio não é foco de transmissão do vírus quando todas as medidas preventivas são tomadas, o que é uma realidade em Bauru, desde o início da pandemia.

Os problemas residem nos ônibus lotados e nas festas e reuniões clandestinas.

A falta de investimento do Governo do Estado na área de saúde continua. Novos leitos são acrescentados apenas por determinação judicial e o Hospital das Clinicas em Bauru está funcionando precariamente como hospital de campanha.

A Prefeitura de Bauru, com dificuldade, continua suprindo a ausência do Estado com os dezenove leitos de UTI que mantém na rede pública.

Para evitar novos fechamentos em nossa cidade é necessário manter a mobilização do comércio para os cuidados sanitários, basicamente o uso correto de máscaras e a disponibilização de álcool em gel, além de evitar aglomerações.

Temos que fazer nossa parte: usar e exigir de nossos clientes o uso correto de máscaras e manter o álcool gel disponível permanentemente em nossas lojas, além de não permitir aglomerações, utilizando filas com distanciamento social, se necessário.

Sempre que possível, independente da exigência de decreto, aferir a temperatura de colaboradores e clientes na entrada da loja.

CADA EMPRESÁRIO, CADA COMERCIÁRIO, DEVE SER UM “FISCAL” NA SUA LOJA.

Vamos fazer nossa parte, só assim ganhamos credibilidade para poder dizer, como fazemos: somos contra novos lockdowns sem compensação financeira do Estado.

Com o cumprimento dessas medidas, o comércio pode e deve permanecer aberto.

Walace Garroux Sampaio

Sincomércio Bauru e Região

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados