PLANO SÃO PAULO: TOQUE DE RESTRIÇÃO?

Governo Dória anuncia restrição de circulação das 23h às 5h em todo o Estado de São Paulo.

Em que pese à ênfase do anúncio feito pelo governador, ela é UM GRANDE NADA.

Tanto nas fases amarela, laranja ou vermelha, como a nossa, não existia, como continua não existindo, autorização para nenhuma atividade não essencial funcionar após as 22h.

As atividades essenciais, entre elas os supermercados 24 horas, continuam funcionando sem restrição de horário.

Tudo que estava proibido continua proibido e tudo que era permitido continua permitido.

Como disse o próprio governador, será respeitado o direito constitucional do cidadão de ir e vir.

Festas e baladas clandestinas continuarão sendo clandestinas, devendo ser reprimidas, tanto ontem quanto hoje.

Entretanto, se alguém for parado na madrugada, no horário restrito, poderá alegar que está indo ou vindo de um supermercado, de uma farmácia ou de um posto de combustível.

Apesar disso, o cidadão de bem deve, como já vinha fazendo, evitar saídas desnecessárias e se proteger usando máscaras e álcool gel.

Mais um triste espetáculo midiático do Governador, com a colaboração da imprensa presente, para enganar os incautos e passar a impressão de grande atividade no combate ao Covid-19.

Expectativa gerada pela imprensa não se confirma.

Enquanto isso, os leitos prometidos para Bauru não vêm.

Continua a campanha do REAGE SÃO PAULO pelo direito ao trabalho digno e comércio aberto e responsável.

Sincomércio Bauru e Região
Walace Garroux

Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Mais populares

Categorias

Posts Relacionados

POR TRÁS DAQUELA PORTA

Peço sua atenção por poucos minutos. Vou procurar não cansá-los, pois em nossa reclusão já dedicamos um tempo maior à leitura. Vou falar sobre o

Ler mais