FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO EM BAURU A PARTIR DE AMANHÃ, DIA 30.

DECRETO Nº 14.862 DE 27/06/20.

Nas atividades não essenciais, fica proibido o atendimento ao público tanto no comércio de rua quanto nos shoppings, até o dia 14 de julho.

As únicas exceções são para o serviço de entrega em domicilio (delivery) e o serviço de entrega em veículos (Drive Thru).

Fica também proibido, segundo o Decreto, o atendimento de clientes na porta ou dentro do estabelecimento.

Traduzindo, só é possível a entrega para o cliente dentro do veículo, não sendo permitido que retire na porta da loja.

Da mesma forma, fica proibido o ingresso para pagamento de carnês.

Além dos supermercados, padarias, mercearias e quitandas, que integram o grupo de atividades essenciais, estão também autorizadas a atender ao público as lojas de produtos veterinários, insumos e equipamentos agrícolas, lojas de autopeças, lojas de equipamento médicos, óticas e lojas de produtos de higiene pessoal ou limpeza, além das lojas de materiais de construção e instalações eletro-sanitárias.

Também estão autorizados os estabelecimentos de serviço de reparo e manutenção em equipamentos eletro-eletrônicos.

É o que determina o Decreto.

Reiteramos nossa posição contraria a este Decreto Municipal, pelos danos que irá causar às empresas e aos empregos no comércio de Bauru.

Os últimos 100 dias completados ontem, domingo, o comércio em Bauru permaneceu fechado por 79 dias e parcialmente aberto em apenas 21 dias no mês de junho.

Agora temos a informação de que iremos permanecer fechados por 15 dias.

Não há atividade empresarial que resista sem planejamento e um mínimo de previsibilidade.

Não existe nenhum indicativo de que o vírus Covid-19 desapareça ou cessem seus efeitos antes de no mínimo um ano, prazo para a utilização da vacina objeto de pesquisa com cobertura de 95% da população.

Este é o índice necessário para a erradicação do vírus.

Desta forma, continuaremos abrindo e fechando, semana a semana, submetidos ao humor de prefeito e governador sem nenhuma explicação para isso.

O Sincomércio está utilizando de todos os meios para conter estes atos autoritários e continuará a fazê-lo enquanto perdurarem.

A luta continua.

Sincomércio Bauru e Região

Voltar para listagem de notícias